sexta-feira, 28 de setembro de 2012

Reconvexo


Musica de Caetano Veloso
Interpretada por Maria Bethania  



Há alguns dias meu amigo Gabriel me mandou este link contendo esta musica de muito suingue e uma melodia envolvente, porém ao prestar atenção no que diz a letra da musica a torna ainda mais atrativa e misteriosa, provocando a curiosidade de desvendar o seu significado. Ao pesquisar encontrei vários comentários de também apaixonados por esta musica que queriam desvendar o significado do contexto da musica. Para que pudesse entender deve-se saber que primeiramente como toda criação literária, poética e musical deve ser primeiramente analisado as circunstancias em que o autor se encontrava na questão de tempo e lugar no momento da criação de sua obra. Na musica Reconvexo, encontrei um texto interessante de um professor mineiro Juscelio Doutor em línguas  que explica as vertentes que nortearam Caetano para criação desta musica.

No texto há um confronto entre um eu e um você. Eu refere-se a Caetano, que quer revelar na letra da música o seu orgulho de ser brasileiro, baiano, amante das coisas do país. O você, chamado de careta, refere-se a Paulo Francis.
Caetano, nesta época, estava em Roma e queria produzir uma música para Bethania gravar. Ao mesmo tempo, andava muito irritado com o jornalista Paulo Francis. Ele e Francis sempre foram amigos de polêmicas. Este já vivia em Nova Iorque nesta época e de lá escrevia textos jornalísticos sempre destrutivos e virulentos sobre a sociedade brasileira, os seus intelectuais, artistas e políticos. Nada nem ninguém escapava à verve satírica de Paulo Francis.
Caetano Veloso dá-lhe a resposta nesta música que termina descartando quem não é RECÔNCAVO (referência à Bahia) nem pode ser reconvexo. Esse é um neologismo, uma nova palavra criada por Caetano, com base em convexo, ou seja, aquilo que tem uma cavidade curva, que forma uma saliência arredondada para fora. Recôncavo baiano é a área litorânea do estado da Bahia, em torno da baía de Todos os Santos. Para Caetano, Paulo Francis não pode ser Recôncavo nem reconvexo. Por isso, descarta aquele que ele considera careta.
A música começou a surgir em uma manhã, quando, ao sair à rua, o compositor viu os carros cobertos de areia e perguntou a amigos italianos que o acompanhavam o que causava aquele fenômeno.Responderam-lhe que a areia vinha do deserto do Saara, trazida pelo vento.Foi o motivo primeiro para a sua inspiração. O motivo central da música foi dar uma esnobada em Paulo Francis."



"...O artista toma para si a língua, independemente da determinação histórica e social dela. Podemos dizer que o verdadeiro triunfo do artista sobre a língua acontece na criação da poesia e, interessante, com armas linguísticas, como diz o filósofo russo Bakhtin, fornecidas pela própria língua. É como se a língua dissesse para o artista que ele precisa ajudá-la a superar-se a si mesma. E quanto mais alto o grau dessa superação, mais criativa e original a poesia é". 


Na próxima iremos tentar entender a expressão "Guita Gogoia".

quinta-feira, 20 de setembro de 2012

Mudanças...

Não dar importância não significa ignorar é somente buscar dar valores as coisas que realmente são importantes!












Não pense muito sobre o que os outros fazem. Conserve a sua energia. Mesmo que você encontre um momento oportuno para falar com eles, não há garantia de que eles serão receptivos e mudarão. Apenas seja paciente e envie bons votos. O fruto da paciência é muito doce. Não é uma questão de criar pensamentos mas ter sentimentos muito puros. Coisas que são verdadeiramente do meu coração alcançarão o coração dos outros.



Stephen Mackey